inclusão de arquivo javascript

 
 

Obras de Tom Jobim e Villa-Lobos abrem Festival de Cartagena

07 de janeiro de 2012 00h13 atualizado às 10h11

A pianista colombiana Blanca Uribe se apresentou na abertura do festival. Foto: EFE

A pianista colombiana Blanca Uribe se apresentou na abertura do festival
Foto: EFE

Composições do polonês Frédéric Chopin e dos brasileiros Tom Jobim e Heitor Villa-Lobos abriram nesta sexta-feira (6) o 6º Festival Internacional de Música da cidade colombiana de Cartagena.

Interpretadas pela Orquestra Sinfônica de São Paulo, a obra Banzaglia, de Jobim, o Concerto para piano n.º 1 em mi menor, Op. 11, de Chopin, e as Bachianas Brasileiras No.4, de Villa-Lobos, se misturaram no Teatro Adolfo Mejía.

Esta seleção de músicas representou o espírito desta edição, que procura unir a obra de clássicos europeus aos "sons das Américas". "Temos algumas obras de compositores europeus, mas estamos centrados nas Américas, então cada concerto tem uma obra que foi escrita por algum compositor desde o Canadá até o Chile", disse à Agência Efe o diretor artístico do festival, o pianista Stephen Prutsman.

O festival, que irá até 14 de janeiro de 2012, oferecerá 33 concertos com uma seleção excelente de música para todos os gostos, com a expectativa de lotar as coloniais praças e capelas da turística Cartagena das Índias.

O festival ainda enfeitará as noites mágicas do balneário com diversas apresentações, entre elas a de Brasil Mágica, a cargo do grupo Maracatu Nação Pernambuco.

EFE
EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.