inclusão de arquivo javascript

 
 

Sem conseguir vender, ladrões devolvem quadro roubado em 2009

06 de janeiro de 2012 10h18 atualizado às 11h32

Autoridade exibe cartão postal com a reprodução da obra Olympia, de Magritte, em imagem de 24 de setembro de 2009. Foto: AFP

Autoridade exibe cartão postal com a reprodução da obra Olympia, de Magritte, em imagem de 24 de setembro de 2009
Foto: AFP

Um quadro do pintor surrealista belga René Magritte, roubado há dois anos em um museu de Bruxelas, acabou sendo devolvido pelos ladrões, que, aparentemente, não conseguiam vendê-lo, informou nesta sexta-feira a imprensa belga.

Intitulada "Olympia", a obra, que era avaliada em três milhões de euros, tinha sido roubada de um museu de Jette, um distrito de Bruxelas, que é dedicado ao consagrado ao artista em 24 de setembro de 2009.

O especialista em arte Janpiet Callens, que foi contatado há duas semanas de forma anônima pelos supostos autores do crime para devolver a obra, entregou a pintura às autoridades e explicou que os ladrões não tinham conseguido colocá-la no mercado negro.

A pintura "Olympia" é um retrato nu de Georgette Magritte, esposa do artista, que aparece deitada em uma toalha branca. Ao fundo, se destaca uma paisagem junto ao mar.

EFE
EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.