inclusão de arquivo javascript

 
 

Brigitte Bardot denuncia crueldade aos animais em matadouros

30 de março de 2011 09h58 atualizado às 11h13

A atriz francesa Brigitte Bardot passou a denunciar nesta quarta-feira a crueldade do sacrifício de animais em matadouros franceses, iniciativa que faz parte de sua campanha ecológica lançada em janeiro.

A intérprete reivindica às autoridades que acabem com essa situação, em um grande anúncio publicitário manuscrito da Fundação Brigitte Bardot publicado nesta quarta-feira pelo jornal francês "Le Parisien".

"Este massacre em nossos matadouros é diário. Não suporto mais. Peço a vocês que lutem comigo contra ela", escreve Brigitte de próprio punho, no anúncio de página inteira em que exige ao Governo que "aplique a legislação francesa e europeia".

Ela considera "inadmissível e ilegal" que, na região metropolitana de Paris, "100%" dos animais sejam sacrificados por degola, sem antes serem deixados inconscientes, "em condições de violência e de inumanidade abjetas".

Brigitte contesta "a vontade manifesta de esconder este escândalo aos consumidores", para que ninguém saiba o método utilizado para o sacrifício.

Ela critica particularmente o Ministério da Agricultura da França, que, em sua opinião, não cumpre o dever de fiscalizar os matadouros e, sobretudo, "vigiar que os animais não sofram maus-tratos adicionais".

Símbolo sexual nos anos 50 e 60, Brigitte Bardot se dedica ao ativismo pelos direitos dos animais desde que deixou a carreira de atriz e cantora.

EFE
EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.