0

Navio da Transpetro é liberado após caso de gripe suína

24 jun 2009
09h06
atualizado às 10h42

As autoridades sanitárias argentinas liberaram da quarentena, na manhã desta quarta-feira, o navio brasileiro Livramento, da Transpetro, que estava dede o último sábado no porto Porto de San Lorenzo, depois que um de seus 27 tripulantes foi diagnosticado como portador do vírus Influenza A (H1N1), da gripe suína.

» Tripulante de navio da Transpetro contrai gripe suína
» Após recomendação, clientes cancelam viagens
» Ministério anuncia 94 novos casos de gripe; total vai a 334
» RS confirma novo caso; jovem está na UTI

O tripulante infectado foi internado em um hospital de referência em Rosário, onde permanecia, até esta quarta-feira. A assessoria de imprensa da Transpetro informou que, de acordo com o hospital, a febre regrediu e o estado de saúde do paciente melhorou. Os demais tripulantes foram medicados de forma preventiva com antivirais e não apresentaram sintomas de gripe durante o período de quarentena.

O navio deve retornar para Tramandaí, no Rio Grande do Sul, onde receberá uma carga de diesel e seguirá para o Nordeste.

A gripe
O Ministério da Saúde registrou 94 novos casos de gripe suína até terça-feira - 334 no total. Os estados mais afetados são: São Paulo (50), Minas Gerais (17) e Rio de Janeiro (13). Duzentas e dezoito pessoas estão sendo monitoradas.

Os casos de influenza A (H1N1) no mundo já somam 55.867, de acordo como último boletim divulgado nesta quarta-feira pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Ao todo, 109 país foram atingidos pela doença e 238 pessoas morreram.

Foram confirmados mais de 3 mil novos casos desde a última segunda-feira, quando havia 52.160 ocorrências. O maior número de pessoas infectadas foi registrado nos Estados Unidos(21.449), seguido pelo México (7.847), o Canadá (6.457), o Chile (4.315) e pela Austrália (2.857).

Fonte: Redação Terra
publicidade