3 eventos ao vivo

TVs exibem imagem falsa com rosto ensanguentado de Bin Laden

2 mai 2011
02h46
atualizado em 3/5/2011 às 11h08

Canais de TV mostraram nesta segunda-feira a imagem de um rosto com barba sem traços de fios brancos ou grisalhos vistos na maioria dos vídeos de Osama Bin Laden quando ele estava vivo. No entanto, foi confirmado que a imagem era falsa. Mais cedo, dois canais paquistaneses também exibiram o que seria o rosto ensanguentado do terrorista mais procurado do mundo. "A imagem do corpo morto de Osama Bin Laden foi divulgada. Ainda não há confirmação", afirmou o locutor da maior rede paquistanesa, a Geo .

Canais de TV paquistaneses divulgaram uma foto que seria o rosto de Bin Laden ensanguentado
Canais de TV paquistaneses divulgaram uma foto que seria o rosto de Bin Laden ensanguentado
Foto: Express TV / AP

O rosto possui muitas marcas de sangue na testa e na têmpora esquerda. O olho direito está fechado, e o esquerdo está entreaberto. A boca também está ligeiramente aberta com os dentes à mostra. "Era uma imagem falsa, ela já havia circulado na internet em 2009", afirmou à AFP Rana Jawad, diretor da Geo TV de Islamabad. "Fomos checar e descobrimos que ela era falsa, então retiramos imediatamente do ar".

A Agência AFP analisou a fotografia em um programa de informática especializado que permitiu provar que tinha sido falsificada com o aproveitamento da barba e da parte inferior do rosto de uma foto mais antiga de Bin Laden.

A France-Presse é a única agência de notícias a ter o Tungstène, um programa que permite identificar os retoques feitos em imagens. Funciona graças a um conjunto de filtros, alguns dos quais buscam as incoerências com os pixels da imagem, enquanto outros analisam a luz e as cores das fotos.

"A barba é pouco clara. Percebe-se claramente que é uma montagem", afirmou Mladen Antonov, chefe de redação do serviço fotográfico da AFP.

Em um primeiro momento, a AFP não divulgou a foto e, depois, apresentou-a como uma imagem falsificada, indicando as circunstâncias da falsificação.

Em seu portal, a rede americana MSNBC indicou que autoridades americanas haviam advertido a NBC News de que a imagem era falsificada. "Nenhum oficial americano ou paquistanês confirmou sua autenticidade", acrescentou a rede em seu portal.

Até o momento, nenhuma foto oficial de Bin Laden morto foi publicada.

As redes paquistanesas foram as primeiras a apresentar a foto falsificada como sendo de Bin Laden, seguidas depois pela BBC e pela CNN, que rapidamente as retiraram.

A imagem "já tinha circulado pela internet em 2009", explicou à AFP Rana Jawad, chefe do escritório de Islamabad da Geo TV, rede mais popular do Paquistão. "Tínhamos indicado quando a divulgamos que, naquele momento, não podíamos confirmar sua autenticidade, depois conseguimos verificar e a retiramos", concluiu.

Osama bin Laden é morto no Paquistão
No final da noite de 1º de maio (madrugada do dia 2 no Brasil), o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama , anunciou a morte do terrorista Osama bin Laden. "A justiça foi feita" , afirmou Obama num discurso histórico representando o ápice da chamada "guerra ao terror", iniciada em 2001 pelo seu predecessor, George W. Bush . Osama foi encontrado e morto em uma mansão na cidade paquistanesa de Abbottabad , próxima à capital Islamabad, após meses de investigação secreta dos Estados Unidos .

A morte de Bin Laden - o filho de uma milionária família que acabou por se tornar o principal ícone do terrorismo contemporâneo -, foi recebida com enorme entusiasmo nos Estados Unidos e massivamente saudada pela comunidade internacional . Enquanto a secretária de Estado dos EUA afirmava que a batalha contra o terrorismo continua , o alerta disseminado em aeroportos horas depois da notícia simboliza a incerteza do impacto efetivo da morte de Bin Laden no presente e no futuro.

AFP

Colaboraram com esta notícia os internautas Thiago Lopes, de Campinas (SP), Ricardo Souza, de São José do Rio Preto (SP), Carlos Kenjiro Tomita, de Curitiba (PR), e Raynner, de São Paulo (SP), que participaram do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui .

vc repórter

compartilhe

publicidade
publicidade