2 eventos ao vivo

Tufão Bopha mata 82 nas Filipinas

O tufão Bopha matou 82 pessoas e deixou 21 desaparecidos nas Filipinas, informou nesta quarta-feira o ministro do Interior, Mar Roxas, após a passagem do fenômeno pelo sul do país.

5 dez 2012
01h01

MANILA, 05 dez 2012 (AFP) - O tufão Bopha matou 82 pessoas e deixou 21 desaparecidos nas Filipinas, informou nesta quarta-feira o ministro do Interior, Mar Roxas, após a passagem do fenômeno pelo sul do país.Segundo Roxas, 49 pessoas morreram em um deslizamento de terra na cidade de Nova Bataan, na Ilha de Mindanao, e outras 33 faleceram em diversas localidades rurais da província de Davao Oriental.Um boletim precedente informava 52 mortos e quatro desaparecidos vítimas dos fortes ventos, chuvas torrenciais e deslizamentos de terra provocados pelo tufão.O prefeito de Nova Bataan, Lorenzo Balbin, informou que muitos mortos são de uma cidade próxima, onde as enchentes inundaram instalações do Exército, mas o ministro Roxas confirmou apenas a morte de um soldado na região.Bopha atingiu as Filipinas na madrugada desta terça-feira pelo leste da ilha de Mindanao, com ventos de 210 km/h e fortes chuvas, derrubando árvores, destruindo casas e inundando amplas áreas.O tufão, que perdeu força na noite desta terça-feira, segue em direção ao Mar da China meridional, segundo os serviços meteorológicos.Muitos habitantes de Mindanao ficaram sem energia elétrica na noite de terça-feira, após as autoridades suspenderem o fornecimento para evitar incêndios e eletrocuções na ilha.Ao menos 60 mil pessoas deixaram suas casas à beira mar, nas margens de rios e em áreas com risco de inundação e deslizamento de terra. Foram disponibilizados mais de mil abrigos públicos, geralmente escolas e igrejas.O shopping de Cagayan de Oro, uma das principais cidades de Mindanao, foi inundado pelas águas dos rios próximos.No total, 146 voos de Mindanao e das ilhas centrais do arquipélago filipino foram cancelados desde segunda-feira. Mais de 3000 passageiros de transportes marítimos e fluviais ficaram retidos em terra e os navios foram obrigados a permanecer nos portos, informou a Defesa Civil.As Filipinas sofrem anualmente cerca de 20 tempestades e tufões, que ficam mais perigosos a cada ano, principalmente durante a estação chuvosa, entre junho e outubro. Bopha é o 16º neste ano.Em agosto, inundações devido a uma série de tempestades causaram centenas de mortos e deixaram mais de um milhão de pessoas desalojadas. cgm/mr/lr

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade