PUBLICIDADE

Testes de DNA podem provar existência do “Pé Grande”

Mulher que viveu na Rússia teria DNA de uma subespécie de ser humano

6 abr 2015 09h57
| atualizado às 11h08
ver comentários
Publicidade
Zana foi capturada na Rússia na década de 1850
Zana foi capturada na Rússia na década de 1850
Foto: Mirror / Reprodução

Os cientistas parecem ter finalmente encontrado evidências sobre a existência do Pé Grande, criatura na forma de um grande macaco que vive em regiões selvagens. Um geneticista afirma que uma mulher que viveu na Rússia no século 19 pode ter sido a verdadeira criatura. As informações são do The Mirror.

O professor Bryan Sykes, da Universidade de Oxford acredita que a mulher chamada Zana teve uma linhagem de DNA africano que pertencia a uma subespécie de seres humanos. Ela foi descrita como semelhante a um animal selvagem e uma assustadora expressão que remetia a um animal.

Siga o Terra Notícias no Twitter

CNN - Homem divulga vídeo que mostra captura de suposto 'pé-grande':

De acordo com a publicação, especialistas acreditam que a “mulher selvagem” foi encontrada na região de Ochamchir, na República da Abkhazia, e capturada por um comerciante local na década de 1850. A mulher teria sido vendida para um nobre que a manteve em sua propriedade até a morte, em 1890.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade