0

Rivais reivindicam vantagem em eleição no Mali

29 jul 2013
20h55
atualizado às 20h58

A equipe de campanha do ex-primeiro-ministro do Mali Ibrahim Boubacar Keita disse nesta segunda-feira que seus resultados colocam Keita em forte vantagem e ao alcance da vitória absoluta na eleição do Mali, mas rivais afirmaram que tinham certeza de que um segundo turno seria realizado.

As declarações vieram antes da divulgação do resultado oficial da votação de domingo e são os primeiros sinais de tensão depois que uma participação forte e a falta de violência mostraram como os malianos estão ansiosos para virar a página de mais de um ano de tumultos, guerra e um golpe militar.

Os primeiros números oficiais não devem ser divulgados até terça-feira. Resultados provisórios completos são esperados até sexta-feira, disse à televisão estatal o diretor-geral de administração territorial na noite desta segunda-feira.

"Temos informações provenientes de nossas próprias equipes ... que mostram que estamos bem à frente e que uma vitória no primeiro turno está ao alcance", disse Mahamadou Camara, um porta-voz para Keita, que é universalmente conhecido por suas iniciais, o IBK.

Os rivais de Keita, que incluem o ex-ministro das Finanças Soumaila Cisse, o ex-primeiro-ministro Modibo Sidibe e Dramane Dembele, candidato do maior partido do Mali, disseram estar seguros de que um segundo turno será necessário.

Um segundo turno deve acontecer em 11 de agosto se nenhum candidato conquistar mais de 50 por cento dos votos.

(Reportagem de David Lewis, Tiemoko Diallo e Adama Diarra)

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade