2 eventos ao vivo

Presidente do Egito designa islamita para primeiro-ministro

O presidente do Egito, Mohammed Mursi, designou nesta terça-feira o islamita Hisham Qandil, que está em fim de mandato como ministro de Recursos Hídricos, como novo primeiro-ministro do país e, consequentemente, responsável pela formação do próximo governo, informou a agência de notícias estatal "Mena".

A agência, que citou o porta-voz presidencial interino, Yasser Ali, destacou que espera-se que Mursi se reúna ainda hoje com o primeiro-ministro designado para depois conceder uma entrevista coletiva.

Ali explicou que a decisão de "encarregar esta personalidade nacional e independente de formar uma novo governo aconteceu após estudos e consultas para nomear alguém que possa administrar a situação atual com competência e eficiência".

Pouco se sabe sobre o atual ministro de Recursos Hídricos, de 50 anos. Ele foi nomeado como titular dessa pasta em 21 de julho de 2011, quando entrou para o governo do então primeiro-ministro, Essam Sharaf.

Antes de sua escolha como ministro, ele trabalhou no Banco Africano de Desenvolvimento, em Túnis, onde foi responsável pelo departamento de recursos hídricos.

A nomeação de um primeiro-ministro e um novo Executivo era uma das grandes tarefas pendentes do presidente Mursi, desde que jurou o cargo em 30 de junho.

O atual primeiro-ministro Kamal Ganzouri, apresentou sua renúncia em 25 de junho à Junta Militar que comanda o país, mas disse que continuaria no cargo de forma interina até a designação de um novo governo. EFE

ssa-ms/id

EFE   
publicidade