0

Tufão mata 43 e provoca evacuação de 54 mil nas Filipinas

4 dez 2012
04h35
atualizado às 11h25

A passagem do tufão Bopha pelas Filipinas provocou seis mortes nesta terça-feira. A tempestade, que é a mais forte a atingir o país neste ano, obrigou mais de 50 mil pessoas a procurar refúgio em abrigos de emergência. O Bopha tocou a terra na ilha de Mindanao, sul do país, durante o amanhecer, provocando fortes chuvas e rajadas de vento de até 210 km/h.

Tufão Bopha é o mais forte a atingir o país em 2012
Tufão Bopha é o mais forte a atingir o país em 2012
Foto: Reuters

O tufão Bopha provocou a morte de 43 pessoas em uma cidade das Filipinas, informou o canal de televisão ABS-CBN. "Contei 43 mortos", afirmou ao canal uma jornalista presente em New Bataan, na ilha de Mindanao, sul do país. As autoridades, que ainda não confirmaram o balanço, haviam anunciado oito mortes na passagem do tufão.

Na segunda-feira, o presidente Benigno Aquino III fez um apelo na televisão para que moradores de áreas na rota do tufão se deslocassem para regiões mais seguras e que tratassem os avisos de tempestade com seriedade. "Este tufão não é uma piada. Mas nós podemos minimizar os danos e perdas de vidas se nós nos ajudarmos", disse o presidente após um encontro com autoridades responsáveis por respostas a desastres.

Segundo Jori Loiz, meteorologista do governo, o Bopha tem ventos sustentados de 175 km/h, com rajadas que chegam a 210 km/h, e se move a uma velocidade de 20 km/h. A previsão é de que o tufão, que tem uma largura de aproximadamente 373 km, deixe o território filipino até a sexta-feira. Pelo menos 80 voos domésticos foram cancelados, e aulas foram suspensas na região mais afetada.

Com informações das agências AP, EFE e AFP.

Fonte: Terra
publicidade