6 eventos ao vivo

Somalis islâmicos 'shebab' reivindicam ataque em Nairóbi

21 set 2013
16h07
atualizado às 16h08

A milícia islâmica somali 'Shebab', ligada à Al-Qaeda, reivindicou o ataque deste sábado contra um shopping de Nairóbi que deixou 30 mortos e 60 feridos.

"Os mujahedines entraram ao meio-dia de hoje no Westgate", o shopping onde ocorreu o massacre, diz uma mensagem no Twitter postada por volta das 18H00 GMT (15H00 Brasília).

"Eles mataram mais de 100 infiéis quenianos e a batalha prossegue", afirma a mensagem.

O comunicado afirma que o ataque é uma represália à intervenção das forças armadas do Quênia no sul da Somália contra o grupo islâmico, após o governo queniano "ignorar reiteradas advertências".

"Esta é a justiça punitiva pelos crimes de seus soldados" envolvidos no conflito somali. "Por terra, ar e mar, as forças quenianas invadiram nossa pátria muçulmana, matando centenas de muçulmanos e provocando a fuga de milhares".

Segundo o comunicado, "em numerosas ocasiões o governo queniano foi alertado de que a presença de suas forças na Somália teria consequências dramáticas".

"A mensagem que enviamos ao governo e à população queniana é e será sempre a mesma: retirem todas as suas forças do nosso país".

O Exército do Quênia entrou na Somália em 2011, onde ocupa o sul do país, como parte da força africana multinacional que apoia o governo somali contra os rebeldes islâmicos.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade