Síria: serviço de inteligência é alvo de atentado suicida

6 fev 2013
06h55 atualizado às 07h16
0comentários
06h55 atualizado às 07h16
Publicidade

A sede do serviço de inteligência militar de Palmira, no centro da Síria, foi alvo nesta quarta-feira de um atentado suicida que provocou um número indeterminado de mortos e feridos, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

"Uma forte explosão sacudiu esta manhã a cidade de Palmira. De acordo com as informações preliminares foi um atentado suicida contra o edifício que abriga os serviços secretos militares e a Segurança do Estado", afirma um comunicado da ONG, que tem uma ampla rede de ativistas, médicos e advogados no país.

O OSDH afirmou que não tem um balanço, mas destacou que após a explosão alguns rebeldes atacaram o edifício, provocando a mobilização do exército e das forças de segurança da cidade, famosa pelas ruínas romanas consideradas patrimônio mundial da Unesco.

Grupos rebeldes e os soldados travaram combates em um setor de Palmira, situada na província de Homs.

Os atentados suicidas aumentaram na Síria com o passar dos meses da revolta iniciada em março de 2011 contra o regime de Bashar al-Assad.

Muitos foram reivindicados por grupos insurgentes jihadistas, sendo o mais conhecido a Frente Al-Nosra, considerado por Washington uma "organização terrorista" e com uma influência crescente no campo de batalha.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
Publicidade
Publicidade