0

Síria: bombardeio contra reduto rebelde deixa ao menos 23 mortos

19 mai 2013
08h13
atualizado às 09h22
  • separator
  • 0
  • comentários

As forças do regime sírio e milicianos do grupo xiita libanês Hezbollah atacaram neste domingo a cidade de Al Quseir, na fronteira com o Líbano, e causaram a morte de pelo menos 23 pessoas, disse à agência EFE uma fonte do rebelde Exército Livre Sírio (ELS). Segundo o general Abdel Halim Ganun, comandante de brigadas do ELS em Al Quseir, a força combinada utilizou "todo tipo de mísseis, aviões Mig e barris de explosivos" para bombardear esta cidade e tentar invadi-la, pois lá se encontrava a resistência dos grupos rebeldes

Entre os mortos, há tanto civis como combatentes do ELS, disse a fonte, que acrescentou que há centenas de feridos, incluindo várias mulheres e crianças. "Temos provas e corpos de milicianos do Hezbollah com suas carteiras de identidade em Al Quseir, que confirmam que este grupo participou da operação", afirmou o general.

O grupo de ativistas Comitês de Coordenação Local informou em comunicado que pelo menos 30 pessoas morreram e outras dezenas ficaram feridas nos bombardeios em Al Quseir. O envolvimento do Hezbollah no conflito, sobretudo em áreas de fronteira de Homs como Al Quseir, foi denunciado há vários meses pela oposição síria.

O líder do Hezbollah, Hassan Nasrallah, disse recentemente que "os verdadeiros amigos da Síria" não permitirão que este país caia nas mãos dos Estados Unidos nem dos grupos extremistas (takfiris)" e que seu grupo não hesitará em defender os libaneses que estão na Síria.

EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade