1 evento ao vivo

Rússia nega planos de participar dos bombardeios contra o Estado Islâmico

2 set 2015
10h11
  • separator
  • 0
  • comentários

O Kremlin negou nesta quarta-feira que a aviação russa planeje participar dos bombardeios contra o Estado Islâmico (EI) em território sírio em uma operação antiterrorista internacional contra os jihadistas.

"Não se deve acreditar nessas informações", disse Dmitri Peskov, porta-voz do Kremlin, à imprensa local.

Peskov respondeu assim às informações da imprensa ocidental sobre que aviões e helicópteros militares russos farão parte nos bombardeios das posições do EI na Síria.

O presidente russo, Vladimir Putin, pediu às chancelarias ocidentais e às principais potências do Oriente Médio, como Israel e Egito, formarem uma coalizão que inclua o regime de Bashar al Assad contra o grupo jihadista.

No entanto, Putin nunca chegou a falar do envio de tropas ou da aviação russa à Síria, onde o país conta com sua única base militar no exterior, o porto de Tartus.

De fato, então o Kremlin criticou a decisão do presidente dos EUA, Barack Obama, de autorizar o uso da força aérea para proteger os rebeldes sírios tanto dos ataques do EI como do próprio Exército sírio.

A Rússia assegura que ajuda a Síria e o Irã no plano militar com a provisão de armamento exclusivamente para auxiliar em sua luta contra os jihadistas.

EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade