0

Putin diz que intervenção militar na Síria seria uma 'agressão'

23 set 2013
12h40
atualizado às 13h25
  • separator

O presidente russo, Vladimir Putin, advertiu nesta segunda-feira que uma intervenção militar na Síria seria uma agressão que violaria o direito internacional e desestabilizaria a situação na região.

"Uma intervenção militar seria uma grave violação do direito internacional, uma agressão segundo os termos da Carta da ONU", declarou Putin à margem da cúpula da Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC), às margens do Mar Negro.

O presidente russo também saudou o fato de que os membros do OTSC (Rússia, Armênia, Belarus, Cazaquistão, Quirguistão e Tadjiquistão) aprovaram a decisão de Moscou de se opor a uma ação militar contra o regime do presidente sírio Bashar al-Assad.

"Os membros do OTSC são unânimes: resolver a situação na Síria só é possível através de meios políticos e pacíficos", declarou.

Veja também:

Covid-19, gripe ou resfriado? Confira os sintomas
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade