publicidade
27 de janeiro de 2010 • 09h31 • atualizado às 11h58

Presidente do Supremo israelense leva sapatada no rosto

A presidente da Corte Suprema de Israel, Dorit Beinisch, foi atingida no rosto por um sapato jogado por um intruso em uma audiência
Foto: AFP
 

A presidente da Corte Suprema de Israel, Dorit Beinisch, foi atingido nesta quarta no rosto por um sapato jogado por um intruso na audiência, informou a imprensa local.

O atacante, um homem de cerca da 60 anos, entrou na sala da corte e perguntou aos presentes se Beinisch era a presidente, e depois pegou um sapato e o jogou no rosto da magistrada, afirma o jornal israelense Yedioth Aharonot, em sua versão digital.

Antes que Beinish fosse retirada da sala, os agentes de segurança conseguiram render o agressor. Este teve tempo de lançar um segundo sapato, mas a juíza se esquivou ficando entrando embaixo da mesa.

O porta-voz do Supremo, Shai Meir, disse que "o golpe foi tão forte que (Beinisch) caiu da cadeira e parecia que tinha perdido a consciência. Todo mundo ficou histérico".

Segundo Meir, o agressor gritou para a presidente do Supremo: "você é uma corrupta, arruinou nossas vidas e será uma corrupta por toda sua vida".

O incidente aconteceu durante uma sessão na qual o Supremo estudava o pedido de uma organização para que não lhe retirassem a licença para operar uma estufa de maconha com fins medicinais nas Colinas do Golã - território sírio ocupado desde 1967 pelo Estado de Israel.

EFE EFE - Agencia EFE - Todos os direitos reservados. Está proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agencia EFE S/A.