0

Presidência egípcia critica condenação de Obama à repressão

15 ago 2013
20h58
atualizado às 21h14

A presidência egípcia criticou nesta sexta-feira a condenação feita pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, da repressão militar contra os islamitas no Cairo.

O governo alega que a condenação pode "estimular grupos armados violentos".

"A presidência teme que as declarações que não se baseiam em fatos possam estimular grupos armados violentos", de acordo com a nota sobre a condenação de Obama a respeito do banho de sangue no Cairo, que deixou quase 600 mortos.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

publicidade