2 eventos ao vivo

Ban Ki-moon pede que Coreia do Norte cesse teste de mísseis

19 mai 2013
19h04
atualizado às 19h17
  • separator
  • 0
  • comentários

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, advertiu neste domingo para os riscos de uma "perigosa escalada" depois dos disparos de mísseis de curto alcance realizados pela Coreia do Norte, enquanto pediu uma redução das tensões. 

"Espero que a Coreia do Norte se abstenha de ações futuras similares", disse Ban à agência de notícias russa RIA Novosti. Ban estava em Moscou após se encontrar com o presidente russo, Vladimir Putin, na cidade de Sochi.

A Coreia do Norte disparou este domingo, pela quarta vez em dois dias, um míssil de curto alcance de sua costa leste, aparentemente durante manobras militares, informou um alto funcionário sul-coreano. Pyongyang já tinha efetuado na véspera três disparos similares.

Estes mísseis são de curto alcance, mas Washington e Seul temem que no futuro próximo testes de mísseis Musudan, de médio alcance, reavivem as tensões na região, após o teste nuclear de fevereiro. 

Ban disse que Pyongyang deve retomar as negociações. "É tempo de retomar o diálogo e reduzir as tensões. As Nações Unidas estão dispostas a cooperar", disse Ban. O chefe da ONU disse esperar que a Rússia "use seus contatos para diminuir a tensão e abrir o diálogo com a Coreia do Norte".

Horas depois, falando através de seu porta-voz, Martin Neserky, Ban disse estar "preocupado com as provocações e as tensões na península coreana, sobretudo devido aos riscos de erros de cálculo e de uma perigosa escalada".

O secretário-geral das Nações Unidas, ex-ministro sul-coreano das Relações Exteriores, "está disposto a ajudar a facilitar o processo de paz e instauração da confiança na península coreana", acrescentou o porta-voz em um comunicado.

<a data-cke-saved-href="http://noticias.terra.com.br/mundo/infograficos/tensao-na-coreia/iframe.htm" href="http://noticias.terra.com.br/mundo/infograficos/tensao-na-coreia/iframe.htm">veja o infográfico</a>
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade