0

Não há solução possível na Síria sem saída de Assad, diz Hollande

1 jun 2012
17h02
atualizado às 17h51

O presidente francês, François Hollande, afirmou nesta sexta-feira à noite que não há "solução possível" na Síria sem "a saída de Bashar al-Assad", enquanto seu homólogo russo Vladimir Putin questionou a eficácia de sanções, durante uma entrevista coletiva em Paris.

O presidente francês (E), François Hollande, recebeu Vladimir Putin (D) no Palácio do Eliseu, em Paris
O presidente francês (E), François Hollande, recebeu Vladimir Putin (D) no Palácio do Eliseu, em Paris
Foto: Reuters

"Não há solução possível" na Síria sem "a saída" de seu presidente Bashar al-Assad, afirmou Hollande. "Sanções devem ser impostas" contra o governo sírio, declarou, acrescentando que sabe dos "riscos de desestabilização, com os riscos de guerra civil" na Síria.

Ao tomar a palavra, Putin questionou a eficácia de sanções do Conselho de Segurança da ONU contra o governo sírio.

"As sanções estão longe de ser sempre eficazes", declarou Vladimir Putin.

O presidente russo reafirmou o seu apoio à mediação de Kofi Annan. É "contraproducente declarar que sua missão está fadada ao fracasso", disse.

Principal aliada do regime de Bashar al-Assad, a Rússia se opõe a qualquer ação do Conselho de Segurança contra a Síria, incluindo a imposição de sanções pela ONU.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade