1 evento ao vivo

Milhares de pessoas protestam contra o presidente no Iêmen

27 jan 2011
06h37
atualizado em 28/1/2011 às 22h15

Dezenas de milhares de pessoas convocadas pelos principais partidos da oposição iemenita se concentraram nesta quinta-feira em quatro pontos da capital Sana para pedir que o presidente do país, Ali Abdullah Saleh, desista de uma nova reeleição. Abdullah Saleh está no poder no Iêmen desde 1990.

Inspirados pelos tunisianos, iemenitas oposicionistas saem às ruas por mudanças políticas
Inspirados pelos tunisianos, iemenitas oposicionistas saem às ruas por mudanças políticas
Foto: Reuters

"Não à reeleição, não à sucessão", cantavam os cerca de dez mil participantes de uma das quatro concentrações, realizada perto da Universidade do Iêmen, no centro de Sana, como constatou a agência EFE.

Os manifestantes foram convocados pelo comitê conjunto da oposição, que reúne seis formações lideradas pelo Partido da Reforma Islâmica e que engloba também vários partidos laicos, como o Partido Socialista e o Partido Baath.

Além disso, as pessoas concentradas gritavam palavras de ordem como "Quem supera o limite marcado pela constituição chega a Jidá", em uma clara referência ao presidente derrubado da Tunísia, Ben Ali, que fugiu para a cidade saudita após um mês de protestos.

Entre as concentrações, que a oposição assegurou que serão pacíficas, destaque também para a realizada junto à casa do falecido líder do Partido da Reforma Islâmica Abdullah Bin Hussein al Ahmar, situada no centro da cidade, nas proximidades da sede do Ministério do Interior.

As manifestações que começaram em dezembro e levaram à queda do presidente da Tunísia contagiaram vários países da região, como Egito e Iêmen, onde foram adotados os lemas dos manifestantes tunisianos.

EFE   
publicidade