0

Mais de 200 jihadistas marroquinos foram à Síria lutar contra Assad

20 jun 2013
09h28
atualizado às 11h22

Mais de 200 jihadistas marroquinos foram para a Síria nos últimos meses se unir à guerra contra o regime de Bashar al Assad, disseram à Agência Efe fontes oficiais marroquinas.

Foi o que as fontes, que não deram mais detalhes, disseram depois que o site "Hespress.com", um dos mais lidos no país, publicou que foram detectados 214 casos de marroquinos que se uniram à guerra contra Assad.

"É um número próximo à realidade", disseram as fontes após o relatório, o mais preciso feito até agora no Marrocos.

O "Hespress" destacou que a maioria desses jihadistas, cujas identidades não foram reveladas, "não parece ser de extremistas religiosos" nem apresentava "comportamentos estranhos" antes de partir para a Síria.

EFE   

compartilhe

publicidade
publicidade