4 eventos ao vivo

Líbano acusa patrulha israelenses de desrespeitar fronteira

15 jul 2010
12h59
atualizado às 13h04

Uma patrulha israelense atravessou, esta quinta-feira, a Linha Azul, limite estabelecido pela ONU que separa o Líbano de Israel, e entrou em território libanês, na disputada região de Kfarshuba, acusou o exército libanês.

"Uma patrulha de oito inimigos (israelenses) atravessou a linha na cidade de Kfarshuba para tentar sequestrar um pastor", afirmou um porta-voz do exército libanês.

Segundo o porta-voz, o pastor conseguiu fugir mas as tropas entraram 20 m além da Linha Azul, traçado delimitado no ano 2000 pela ONU quando o exército israelense deixou o sul do Líbano, depois de 22 anos de ocupação.

Esta demarcação ainda é questionada pelo Líbano nas colinas de Kfarshuba, as Fazendas de Shebaa, ocupadas por Israel e situadas na fronteira entre Egito, Síria e o Estado hebreu, bem como em outras áreas próximas a Abassiyeh.

Um porta-voz da força de paz da ONU no Líbano (Finul) não fez comentários por enquanto.

Israel, que travou uma guerra com o partido xiita Hezbollah no verão (boreal) de 2006, na qual destruiu grande parte do sul do Líbano, sequestrou pastores no passado na região da fronteira para interrogá-los e depois entregá-los à Finul.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

publicidade