5 eventos ao vivo

Khamenei critica viagem de Rohani a NY e governo dos EUA

5 out 2013
09h11
atualizado às 09h49

O guia supremo iraniano, o aiatolá Ali Khamenei, criticou neste sábado parte da viagem do presidente Hassan Rohani à Assembleia Geral da ONU em Nova York e considerou que o governo dos Estados Unidos "não é confiável".

Além disso, advertiu que o Irã responderá duramente a qualquer ação de seus inimigos, depois que Israel ameaçou atuar sozinho para impedir que Teerã produza a bomba atômica.

"Escutamos as reiteradas e repugnantes ameaças dos inimigos da nação islâmica. Nossa resposta a qualquer afronta será séria e dura", declarou Khamenei em uma cerimônia militar em Teerã.

"Apoiamos a iniciativa diplomática do governo e damos importância a suas atividades durante a viagem", disse Khamenei.

"Mas algumas coisas que aconteceram na viagem a Nova York foram inapropriadas", completou, sem uma explicação específica.

Esta foi a primeira reação do guia supremo aos progressos diplomáticos de Rohani, que teve uma conversa telefônica de 15 minutos com Barack Obama em 27 de setembro, mais de 30 anos depois da ruptura das relações diplomáticas entre os dois países.

"Somos pessimistas a respeito dos americanos e não confiamos neles. O governo americano é pouco confiável, desdenhoso e pouco razoável", disse Khamenei.

O guia supremo, que tem a última palavra no país, também criticou duramente os Estados Unidos pela aliança com Israel, principal inimigo do Irã.

O governo americano "está invadido pela rede sionista internacional e deve alinhar-se com o usurpador (Israel)", disse Khamenei.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade