PUBLICIDADE

Jornalista é ferido gravemente em atentado no Iraque

13 jun 2012 08h39
| atualizado às 09h10
Publicidade

Um jornalista da AFP, Marwan Ibrahim, ficou gravemente ferido nesta quarta-feira quando cobria uma série de atentados com carros-bomba na cidade petroleira de Kirkuk, norte do país. Marwan Ibrahim, 34 anos, repórter e fotógrafo da AFP nesta localidade desde 2003, seguiu para o noroeste de Kirkuk, local do primeiro atentado registrado nesta quarta-feira.

"Depois de ter terminado, decidi ir para o outro lugar, ao nordeste da cidade, onde havia acontecido outro atentado minutos depois", explicou o jornalista. "Estava no carro do meu sogro, que é general da polícia, para poder passar mais rápido pelos controles de segurança. Quando passamos, explodiu outro carro-bomba. O impacto foi terrível. Todos os vidros explodiram e nosso veículo começou a pegar fogo", disse.

O sogro de Ibrahim e o motorista ficaram feridos e o jornalista sofreu contusões e queimaduras em várias partes do corpo, incluindo a cabeça, e a explosão provocou um problema de audição no ouvido direito. O jornalista foi internado em um hospital de Kirkuk, mas será transferido para Amã nas próximas horas.

Uma onda de atentados sacudiu nesta quarta-feira várias cidades iraquianas, com um balanço de mais de 50 mortos e 200 feridos.

Marwan Ibrahim mostra as bandagens em sua cabeça após ser ferido em atentado na cidade de Kirkuk
Marwan Ibrahim mostra as bandagens em sua cabeça após ser ferido em atentado na cidade de Kirkuk
Foto: AFP
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
Publicidade