PUBLICIDADE

Irã quer "abrir nova página" em relações com Iraque

5 jan 2011 14h34
| atualizado às 16h06
Publicidade

O ministro de Assuntos Exteriores iraniano, Ali Akbar Salehi, manifestou nesta quarta-feira em Bagdá o desejo de seu país de "abrir uma nova página" nas relações bilaterais com o Iraque, informou um comunicado oficial.

Salehi deu estas declarações durante uma reunião com o primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, a quem manifestou a vontade iraniana de "fixar um mapa para os vínculos bilaterais, ativar o trabalho do Comitê Supremo e contribuir para o processo de construção e desenvolvimento da economia iraquiana".

"Depois da formação do Governo do Iraque queremos relações fortes entre os dois países", assegurou Salehi.

Nesse sentido, o chefe da diplomacia iraniana expressou a disposição de Teerã de apoiar o país vizinho em todos os campos e destacou que o novo Iraque é um país unido e independente com muitas capacidades, energia e recursos humanos e econômicos.

Por sua vez, al-Maliki manifestou o interesse de seu novo Governo em desenvolver as relações com o Irã em todos os âmbitos.

O chefe do Governo iraquiano ressaltou que ainda restam desafios importantes, entre eles o de enfrentar o terrorismo.

"Estamos convencidos de que somos capazes de enfrentar estes desafios e superá-los, e que nos interessa a segurança e a paz do Iraque, assim como de outros países da região", acrescentou.

Salehi chegou nesta quarta-feira a Bagdá, em sua primeira visita desde que foi nomeado ministro de Assuntos Exteriores em 13 de dezembro.

Em 24 de dezembro, o Parlamento iraquiano aprovou o Gabinete proposto por al-Maliki e pôs fim a mais de nove meses de vazio no poder após as eleições de 7 de março.

EFE   
Publicidade