PUBLICIDADE

Irã ignora discursos de Hillary Clinton sobre sanções

31 jan 2010 18h42
| atualizado às 19h48
Publicidade

O ministro de Assuntos Exteriores iraniano, Manouchehr Mottaki, assegurou neste domingo que seu país "não dá importância" às recentes declarações da secretária de Estado americana, Hillary Clinton, sobre a política de sanções ao regime dos aiatolás.

"A partir do momento em que a própria política interna da Casa Branca sobre as relações entre Irã e Estados Unidos não está clara, não damos importância às declarações da secretária de Estado", afirmou. O chefe da diplomacia iraniana frisou que as declarações - para ele contraditórias - do governo Barack Obama demonstram certa saudade dos tempos de derrotas da política externa americana.

"Os esforços de Clinton para que a política volte aos tempos fracassados de George W. Bush não beneficiarão nem o atual governo, nem o povo americano", concluiu. O Senado americano aprovou na quinta-feira um projeto de lei que permitirá ao presidente Obama impor novas sanções ao Irã dentro da questão nuclear.

Hillary Clinton assegurou na sexta-feira, em Londres, que as medidas punitivas não buscam castigar o povo iraniano, mas apenas seus dirigentes.

EFE   
Publicidade