PUBLICIDADE

Irã critica advertências de Hillary à América Latina

13 dez 2009 13h32
| atualizado às 13h52
Publicidade

O ministro de Assuntos Exteriores do Irã, Manouchehr Mottaki, criticou neste domingo duramente as recentes advertências da secretária de Estado americana, Hillary Clinton, aos países da América Latina que buscam um bom relacionamento com o Irã.

Em declarações divulgadas pela agência de notícias iraniana Fars, Mottaki afirmou que as palavras de sua colega americana "contradizem os princípios diplomáticoas do Convenção de Viena".

"Condenamos esse tipo de atitude, que viola os valores que devem reger o terceiro milênio (...). O estabelecimento de relações amistosas entre os países é um dos princípios da carta das Nações Unidas", afirmou o chanceler.

Na sexta-feira, Hillary disse que os países da América Latina deveriam pensar duas vezes antes de ampliar suas relações com o regime iraniano.

"Se querem flertar com o Irã, devem pensar com atenção quais poderiam ser as consequências", declarou a secretária em um seminário no Departamento de Estado.

O Irã tem estreitas relações políticas com a Venezuela e está fortalecendo as trocas comerciais com Brasil, Equador, Bolívia e Nicarágua.

Ontem, Brasília e La paz rejeitaram as palavras da chefe da diplomacia americana.

EFE   
Publicidade