1 evento ao vivo

Irã anuncia que pretende exportar tecnologia e material nuclear

13 mar 2011
12h55
atualizado às 13h38
  • separator

O novo diretor do organismo iraniano de Energia Atômica, Fereydoun Abbasi, assegurou neste domingo que um dos principais objetivos do polêmico programa nuclear de seu país é exportar tecnologia e material atômico ao mercado internacional.

Em declarações divulgadas pela agência de notícias "Irna", o responsável acrescentou que a República Islâmica também procura ampliar suas atividades neste terreno através da cooperação com outros países.

"Nossa intenção é entrar no mercado mundial de materiais e serviços nucleares. Queremos exportá-los a outros países para conseguir uma posição no mercado e rentabilizar nossos produtos", afirmou.

A este respeito, insistiu que o mais recomendável para seu país é "compartilhar o trabalho nuclear com outros estados no terreno nuclear".

O programa nuclear iraniano é objeto de uma grande polêmica internacional, já que as grandes potências suspeitam que sob seu projeto civil se esconde outro de natureza clandestina e ambição bélica, cujo objetivo seria adquirir armas atômicas, alegação que Teerã rejeita.

Por isso, o Conselho de Segurança da ONU impôs uma série de sanções econômicas e financeiras ao regime iraniano, acusado de não colaborar o suficiente com a Agência Internacional de Energia Atômica.

As Nações Unidas proibiram, além disso, todos os países do mundo de transferir ao Irã tecnologia e materiais que possam ser utilizados na indústria atômica.

Veja também:

Bilby, o estranho animal com 'orelhas de coelho' que volta à natureza após quase desaparecer
EFE   
publicidade