PUBLICIDADE

Inspetores nucleares chegam ao Irã para supervisionar acordo

18 jan 2014 11h24
| atualizado às 11h25
ver comentários
Publicidade

Inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) chegaram neste sábado ao Irã para supervisionar a aplicação do acordo concluído com as grandes potências sobre o congelamento das atividades nucleares de Teerã, indicou a imprensa. A equipe dirigida por Massimo Aparo se reunirá com autoridades iranianas encarregadas de temas nucleares, indicou a agência oficial Irna.

Os inspetores visitarão também as centrais nucleares de Natanz e Fordo no centro do país, explicou o chefe da Organização Iraniana de Energia Atômica (OIEA), Ali Akbar Salehi, em declarações divulgadas pelo site da televisão estatal. "Uma de suas missões é inspecionar as centrífugas" para "garantir que seja aplicada a suspensão do enriquecimento a 20%", explicou Salehi.

Concluído no dia 24 de novembro e assinado na semana passada entre Teerã e o grupo 5+1 (Estados Unidos, França, Reino Unido, China, Rússia e Alemanha), o acordo de Genebra entrará em vigor na segunda-feira. Este acordo limita as atividades nucleares do Irã durante seis meses, em troca de uma suspensão parcial das sanções ocidentais que asfixiam a economia iraniana.

O Irã se comprometeu, principalmente, a limitar seu enriquecimento de urânio a 5%, a diluir suas reservas de urânio enriquecido a 20%, a congelar suas atividades nas usinas de Natanz e Fordo, assim como na de água pesada de Arak, e a interromper a instalação de centrífugas - cerca de 18 mil atualmente - nessas instalações.

A aplicação das medidas deve ser supervisionada e validada por inspetores da AIEA, uma agência da ONU. Em troca, os países 5+1 devem retirar as sanções impostas ao setor automotor e aeroespacial iraniano, e desbloquear cerca de 4,2 bilhões de dólares em ativos financeiros congelados.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
Publicidade
Publicidade