0

Incidente com avião militar etíope no aeroporto de Mogadíscio causa 4 mortes

9 ago 2013
06h55

Um incidente envolvendo um avião militar etíope no aeroporto de Mogadíscio, o qual teria se incendiado durante uma atípica aterrissagem, causou a morte de quatro pessoas e deixou outras duas feridas, informou nesta sexta-feira à Agência Efe o coronel somali Dahir Mohammed.

As vítimas e os feridos fazem parte da tripulação da aeronave, declarou Mohammed, que ressaltou que o avião militar etíope transportava armas para o Exército da Somália.

O incidente durante a manobra de aterrissagem ainda não possui justificativas, acrescentou a fonte, que estava no local justamente para receber o armamento citado.

Segundo o tenente-general Simon Karanja, subcomandante da Missão da União Africana na Somália (AMISOM), que usa o aeroporto da capital somali, o fogo foi iniciado no momento em que o avião tocou na pista de aterrissagem.

Apesar dos avanços políticos alcançados no último ano, com a eleição de um Parlamento e de um presidente que pôs fim ao governo de transição, a Somália ainda se encontra imersa em um prolongado e complexo conflito armado.

As tropas de AMISOM, o Exército somali, as Forças Armadas etíopes e várias milícias governistas combatem os insurgentes da Al Shabab, milícia fundamentalista islâmica dominante desde 2006.

Al Shabab, que anunciou sua adesão formal à rede terrorista Al Qaeda em fevereiro de 2012, luta supostamente para instaurar um Estado islâmico de corte wahhabista na Somália.

EFE   
publicidade