0

Israel: importante rabino é acusado de abusar de menor

7 ago 2013
07h40
atualizado às 08h30
  • separator
  • 0
  • comentários

O rabino Mordehai Elon, uma das figuras mais importantes da corrente nacionalista religiosa em Israel, foi declarado nesta quarta-feira por um tribunal de Jerusalém culpado de "atos indecentes" com um menor.

Elon, que sempre se declarou inocente, foi considerado culpado de ter obrigado um jovem a sentar em seus joelhos e acariciá-lo de maneira "indecente" em duas ocasiões em 2005, afirmaram fontes judiciais.

O rabino Elon, 53 anos, uma figura carismática em Israel, é apontado como um dos religiosos sionistas mais influentes. Esta corrente, muito importante entre os colonos, se diferencia dos ultraortodoxos, que não se identificam com o sionismo.

O processo judicial começou depois de uma acusação em fevereiro de 2010 da organização Takana ("decreto" em hebraico), de corrente nacionalista religiosa, que persegue os abusos sexuais.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade