1 evento ao vivo

Forças do Irã vão às ruas conter manifestações da oposição

20 fev 2011
15h30
atualizado às 16h59

Milhares de homens das forças de segurança iraniana foram enviados às ruas de Teerã e de outras cidades do país no domingo para conter potenciais manifestações da oposição, afirmaram sites da oposição na internet. Os sites dos líderes da oposição Mirhossein Mousavi e Mehdi Karoubi haviam lançado convocações de comícios pelo país para homenagear duas pessoas que foram mortas em protestos na semana passada e mostrar "apoio decisivo ao movimento pró-reforma e a seus líderes".

14 de fevereiro - Fotografia tirada por um manifestante e obtida pela agência AP mostra um grupo opositor enfrentando policiais nas ruas de Teerã
14 de fevereiro - Fotografia tirada por um manifestante e obtida pela agência AP mostra um grupo opositor enfrentando policiais nas ruas de Teerã
Foto: AP

O site de Mousavi, Kaleme, relatou terem havido aglomerações de apoiadores da oposição em várias partes de Teerã. A informação dada pela oposição de que uma pessoa teria morrido em confrontos no centro de Teerã foi negada por uma autoridade do governo, informou a agência de notícia semi-oficial Fars. A agência oficial Irna disse que o chefe da polícia confirmou que forças de segurança tinham sido enviadas às ruas em grande número, mas negou terem ocorrido incidentes significativos.

A filha do ex-presidente Akbar Hashemi Rafsanjani foi detida brevemente por "entoar slogans provocativos" enquanto participava de uma manifestação, informou a Irna. A Fars informou mais tarde que ela foi liberada após dizer que estava na rua "fazendo compras".

O ex-presidente apoiou Mousavi nas contestadas eleições presidenciais de 2009, vencidas por Ahmadinejad. As autoridades, querendo evitar uma repetição dos grandes comícios anti-governo que ocorreram após a eleição de 2009, avisaram no sábado que qualquer aglomeração ilegal da oposição seria confrontada.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

publicidade