2 eventos ao vivo

Forças curdas tomam controle da cidade iraquiana de Kirkuk

Grupo tenta proteger a região contra ataques dos jihadistas

12 jun 2014
08h03
  • separator
  • 0
  • comentários

Forças curdas iraquianas tomaram nesta quinta-feira o controle da cidade petrolífera de Kirkuk para protegê-la de um possível ataque dos jihadistas que tomaram grandes territórios do Iraque nos últimos dias, segundo autoridades turcas. A ação acontece após o Exército e a polícia federal terem abandonado a localidade.

<p>Membros das for&ccedil;as de seguran&ccedil;a curdas fazem patrulha durante uma mobiliza&ccedil;&atilde;o intensa nos arredores de Kirkuk, no Iraque, em 11 de junho</p>
Membros das forças de segurança curdas fazem patrulha durante uma mobilização intensa nos arredores de Kirkuk, no Iraque, em 11 de junho
Foto: Reuters

É a primeira vez que as forças curdas controlam totalmente esta cidade multiétnica situada 240 km ao norte de Bagdá, onde uma polícia conjunta com membros árabes, curdos e turcomanos vela geralmente pela segurança.

"Mobilizamos nossas forças ao redor da cidade de Kirkuk e agora controlamos toda a cidade", disse à AFP o coronel Fateh Rauf, combatente da primeira brigada dos peshmergas (forças de segurança curdas).

Ele também garantiu que "não permitirão a entrada em Kirkuk de nenhum membro do EIIL", referindo-se aos jihadistas do Estado Islâmico do Iraque e do Levante.

O governador da província de Kirkuk, Najmedin Omar Karim, disse que os "peshmergas haviam preenchido o vazio deixado pela retirada do exército iraquiano de suas posições", nas fronteiras sul e oeste da cidade, e que está em "contato permanente com Bagdá".

"Vamos recuperar as zonas tomadas pelos combatentes do EIIL", acrescentou, sem informar se as forças curdas tinham a autorização de Bagdá para tomar o controle de Kirkuk.

O primeiro-ministro do Iraque, Nouri al-Maliki, classificou na última quarta-feira a ação dos rebeldes de "conspiração" e convocou os cidadãos a enfrentar os radicais de forma voluntária.

Há dois dias, os insurgentes sunitas capturaram os edifícios governamentais e de segurança de várias povoações situadas ao sul e ao oeste de Kirkuk, após tomar Mossul.

O parlamento iraquiano analisa hoje decretar estado de emergência em todo o país diante do avanço dos insurgentes sunitas, tal como solicitou há dois dias Maliki.

Avanço sobre Bagdá
Em uma gravação de áudio divulgada nas últimas horas, o porta-voz do Isis, Abu Mohammed al Adnani, pediu "avanços rumo a Bagdá", que será "a capital do califado", depois que seu grupo tomou o controle de outras regiões do país como Ninawa.

"O acerto de contas contigo (o primeiro-ministro xiita Nouri al-Maliki) não será em Samarra ou em Bagdá, mas nas impuras Karbala e Najaf", ameaçou Adnani em seu discurso.

O porta-voz do Isis pediu aos seus combatentes que não deixem as tropas iraquianas descansarem e que acreditem na "vitória de Deus".

"Preparem-se e não retrocedam nenhum palmo para que os membros do regime não voltem sobre nossos cadáveres", destacou o líder jihadista.

"Um Estado não triunfa com soldados, armas e dinheiro, mas com a ajuda de Deus e a fé de seus soldados", acrescentou Adnani, que destacou que "o islã começou a triunfar".

Com informações da AFP e EFE.

Foto: Arte Terra

 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade