0

Exército israelense derruba drone procedente do Líbano

25 abr 2013
14h25
atualizado às 14h30

Um avião teleguiado (drone) que entrou no espaço aéreo israelense e que provinha do Líbano foi derrubado no litoral norte de Israel, anunciou nesta quinta-feira o exército israelense.

O governo atribuiu essa incursão ao Hezbollah libanês, que já havia enviado um drone em outubro.

"Um avião não-tripulado foi localizado quando se aproximava do litoral israelense e foi interceptado pela aviação israelense a cinco milhas náuticas nas costas de Haifa", segundo um comunicado militar que indica que a interceptação aconteceu às 14H00 local (08H00 de Brasília).

"Esta é a segunda vez que um avião sem piloto é interceptado no espaço aéreo israelense em sete meses", de acordo com o comunicado.

"Acho gravíssima esta tentativa de violar a nossa fronteira. Continuaremos a fazer tudo que for necessário para proteger a segurança dos cidadãos israelenses", reagiu o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu em um breve comunicado.

Netanyahu viajava para o norte do país para assistir a uma cerimônia no momento em que o drone foi localizado. O helicóptero em que ele viajava pousou até que a aparelho fosse interceptado, informou a tv pública.

"É uma nova tentativa do Hezbollah de enviar um drone ao território israelense, declarou o vice-ministro da Defesa, Danny Danon.

"Estamos prontos e atuaremos. Haverá uma resposta de Israel. O Hezbollah sabe que não deve nos provocar", alertou.

O drone "se deslocava do norte para o sul ao longo da costa libanesa e foi percebido pouco antes das 13h00", indicou o porta-voz do Exército israelense, o tenente coronel Peter Lerner.

"Não sabemos de onde o aparelho partiu nem para onde ia", acrescentou, indicando que uma investigação já foi iniciada.

Em 6 de outubro, um avião teleguiado enviado pelo Hezbollah sobrevoou o Mediterrâneo antes de entrar no espaço aéreo israelense, perto da Faixa de Gaza, antes de ser derrubado por um avião de combate de Israel.

O ex-chefe da Força Aérea israelense, o general Eitan Ben Eliyahu, considerou em entrevista à rádio militar que a destruição do drone próximo à fronteira libanesa é uma prova "dos enormes progressos realizados pelo sistema de defesa em relação à primeira tentativa de infiltração", quando o drone do Hezbollah penetrou profundamente em território israelenses antes de ser derrubado.

O site do jornal Haaretz indicou, por sua vez, que, segundo estimativas do Exército, o Hezbollah dispõe de uma dezena de drones.

O chefe do Estado-Maior, o general Benny Gantz, afirmou que no mês passado que o Hezbollah possuía "um número significativo de aviões não-tripulados" e mencionou a possibilidade de uma nova tentativa por parte do movimento xiita de infiltração no espaço aéreo israelense.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade