Oriente Médio

publicidade
03 de novembro de 2009 • 13h49 • atualizado às 13h57

Estuprador de crianças será crucificado na Arábia Saudita

 

Um jovem de 22 anos foi condenado na Arábia Saudita à decapitação e à crucificação pelo rapto e sequestro de cinco crianças, informou nesta terça-feira o jornal saudita Okaz. Entre suas vítimas está uma criança de 3 anos, encontrada morta no deserto de Hael, no sudoeste da Arábia Saudita, onde o acusado a havia deixado após tê-la violentado, acrescentou o jornal.

Um Tribunal de Apelações de Riad confirmou o veredicto ditado em junho por um tribunal de primeira instância em Hael e condenou o suspeito, chamado de "estuprador de crianças", à decapitação e à crucificação. O homem, preso pela polícia com base no testemunho de uma criança de 7 anos que ele tinha tentado violentar, sequestrava suas vítimas em áreas residenciais oferecendo-se para levá-las à escola, segundo a ata de acusação citada pelo Okaz.

Sequestro, assassinato, apostasia, assalto à mão armada e tráfico de drogas são crimes passíveis de pena de morte na Arábia Saudita, onde o criminoso, em alguns casos, é crucificado após a sua execução. Este ano, 56 pessoas foram executadas no reino.

AFP AFP - Todos os direitos reservados. Está proibido todo tipo de reprodução sem autorização.