0

Espanha ressalta legalidade dos controles em Gibraltar

12 ago 2013
10h16
atualizado às 10h19

O ministério de Assuntos Exteriores da Espanha afirmou nesta segunda-feira que os controles do país na fronteira com Gibraltar são "irrenunciáveis".

"As medidas, nossos controles são legais e irrenunciáveis", afirma uma nota do ministério espanhol, depois que Londres anunciou que está estudando ações legais contra a Espanha.

A chancelaria espanhola insistiu que são "controles proporcionais quanto a Schengen" e que "estamos obrigados por Schengen a fazê-los".

A Grã-Bretanha, e portanto Gibraltar, não pertencem ao espaço Schengen, integrado por 26 países europeus que suprimiram as fronteiras.

Um porta-voz do primeiro-ministro britânico afirmou que David Cameron "está decepcionado com o fato de a Espanha não ter eliminado os controles adicionais no fim de semana".

Londres considera que os controles, que provocaram longas filas em momentos pontuais do fim de semana, "têm motivos políticos e são totalmente desproporcionais".

"Agora estamos estudando quais vias legais temos", destacou o porta-voz.

Madri, no entanto, considera que o fato de integrar o espaço Schengen a obriga a realizar os controles, que pretendem principalmente evitar o contrabando.

A tensão diplomática sobre Gibraltar aumentou no fim de julho, quando o governo local construiu um recife artificial formado por blocos de cimento, o que a Espanha denuncia como uma destruição de uma área de pesca.

Pouco depois, os controles da polícia espanhola na fronteira se intensificaram.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade