2 eventos ao vivo

Embaixada holandesa no Iêmen era alvo potencial de terrorismo, diz chanceler

7 ago 2013
18h55

A Holanda ampliou o fechamento de sua embaixada em Sanaa e retirou todos os seus funcionários do Iêmen, pois sua missão diplomática era um alvo potencial de ataque terrorista, disse o chanceler Frans Timmermans em comunicado nesta quarta-feira.

A decisão foi baseada em informações de várias agências de inteligência de que diversos países ocidentais, incluindo a Holanda, eram potenciais alvos de um ataque terrorista planejado, acrescentou um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores.

O governo do Iêmen informou nesta quarta-feira que frustrou um plano da Al Qaeda para atacar duas instalações de exportação de gás e petróleo e uma capital provincial na parte leste do país.

Os Estados Unidos emitiram recentemente um alerta sobre possíveis ataques de militantes e fecharam suas missões diplomáticas em todo o Oriente Médio e África.

Vários países ocidentais, incluindo a Holanda, fecharam suas embaixadas no Iêmen temporariamente por causa de preocupações com a segurança.

(Reportagem de Sara Webb e Anthony Deutsch)

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade