2 eventos ao vivo

Brahimi propõe à ONU embargo de armas a ambas as partes na Síria

24 abr 2013
15h19
atualizado às 15h57
  • separator
  • 0
  • comentários

O enviado especial das Nações Unidas e da Liga Árabe para a guerra civil na Síria, Lakhdar Brahimi, sugeriu que o Conselho de Segurança da ONU imponha um embargo de armas com destino a todos os combatentes na Síria, disse nesta quarta-feira um funcionário da ONU.

"Reiterou o apelo do secretário-geral (Ban Ki-moon) de deter o fluxo de armas com destino aos dois grupos na Síria e convidou o Conselho a considerar um embargo às armas", disse o secretário-geral adjunto para Assuntos Políticos, Jeffrey Feltman, referindo-se ao discurso de Brahimi no Conselho de Segurança sobre a situação no Oriente Médio.

Brahimi "destacou a necessidade de alcançar uma solução política fundada no comunicado de Genebra", que estabelece princípios para uma transição política na Síria, e "alertou contra a militarização e radicalização crescente no interior da Síria", acrescentou Feltman.

O Conselho de Segurança continua dividido sobre a crise síria. Rússia e China bloqueiam todas as iniciativas ocidentais para pressionar Damasco desde o início da crise, em março de 2011. Acredita-se que o Irã arme o regime de Assad, enquanto países do Golfo como Arábia Saudita e Qatar são acusados por Damasco de abastecer com armas os opositores. Europeus e americanos resistem a fornecer armas para ajudar os rebeldes nos combates contra o regime.

Até o momento, apenas Londres e Paris apoiam esta medida, sobre a qual deve ser tomada uma decisão antes de 1º de junho, data na qual está prevista a retomada ou a modificação do regime de sanções contra a Síria. Feltman disse que Damasco ainda não autorizou o envio de uma equipe para investigar acusações sobre ataques com armas químicas.

O conflito sírio começou há dois anos, com uma revolta duramente reprimida pelo regime. Segundo dados da ONU, deixou até o momento 70.000 mortos e provocou o exílio forçado de um milhão de pessoas.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade