2 eventos ao vivo

Ataques contra sunitas no Iraque matam 49 pessoas

17 mai 2013
10h04
atualizado às 10h06
  • separator

Pelo menos 49 pessoas morreram nesta sexta-feira no Iraque, em vários ataques contra sunitas, indicaram fontes médicas e dos serviços de segurança.

Um atentado contra sunitas após a oração de sexta-feira deixou 41 mortos e 57 feridos em Baaquba, ao noroeste de Bagdá.

Uma primeira bomba explodiu perto da mesquita de Saria no momento em que os fiéis deixavam o local. Uma segunda bomba explodiu no mesmo local, matando os que se aproximaram para vez os estragos do primeiro ataque.

Em Madain, ao sul da capital, uma bomba explodiu durante o velório de um sunita: oito pessoas morreram e 25 ficaram feridas.

Estes atentados ocorrem dois dias após uma série de ataques que mataram dezenas de xiitas, em um contexto de crise política e tensões entre a minoria sunita e a maioria xiita.

A onda de violência revive o fantasma do ciclo de retaliação durante o auge dos confrontos sectários no Iraque, quando dezenas de milhares de pessoas foram mortas após a invasão dos Estados Unidos em 2003.

Na quinta-feira, um suicida matou 12 pessoas na entrada de uma mesquita xiita em Kirkuk (norte), onde parentes de vítimas da violência recebiam condolências.

Em Bagdá, no mesmo dia, três carros-bomba explodiram em bairros predominantemente xiitas, matando 10 pessoas, enquanto outras 21 pessoas foram mortas no dia anterior em uma série de explosões em bairros xiitas da capital.

A cada mês, desde o início do ano, a violência matou mais de 200 pessoas, com um pico de mais de 460, em abril, de acordo com uma contagem da AFP.

Veja também:

"Eu pensei: 'Vou morrer?'": a noiva surpreendida durante ensaio pela explosão no Líbano
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade