PUBLICIDADE

Abbas pede protesto a palestinos por assento na ONU

27 jul 2011 11h41
| atualizado às 11h53
Publicidade

O presidente Mahmoud Abbas fez um apelo aos palestinos nesta quarta-feira para aumentarem os protestos pacíficos contra Israel, pedindo uma "resistência popular" inspirada na Primavera Árabe em apoio à ofensiva diplomática na Organização das Nações Unidas.

Abbas se pronunciou durante uma reunião da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), em Ramallah, e reiterou sua decisão de buscar a condição de Estado-membro na ONU para a Palestina semelhante à de Israel, uma medida diplomática resultante da paralisação do processo de paz mediado pelos Estados Unidos.

"Nesse próximo período, queremos ação em massa, organizada e coordenada em todos os lugares", disse Abbas. "Essa é a chance que temos para levantar nossa voz diante do mundo e dizer que queremos nossos direitos."

Apesar da expectativa de que os EUA bloquearão seu pedido por um assento pleno na ONU, os palestinos esperam garantir ao menos um status mais elevado na entidade mundial na reunião da Assembleia Geral em setembro, em Nova York.

Autoridades palestinas defendem que a iniciativa diplomática faz parte uma nova abordagem na luta para criar um Estado independente na Cisjordânia e na Faixa de Gaza, com Jerusalém Oriental como capital.

O plano dos palestinos, segundo as autoridades, é enviar um pedido pela condição de Estado-membro ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, além de preparar o esboço de uma resolução para a Assembleia Geral da ONU pedindo o estatuto de "Estado não-membro". Atualmente, a Palestina tem a condição de observador.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade