5 eventos ao vivo

OMS deve elevar para 5 nível de alerta por gripe suína

29 abr 2009
16h16
atualizado às 16h38

O Comitê de Emergência da Organização Mundial da Saúde (OMS) realizou nesta quarta-feira uma reunião para decidir se eleva o alerta pela gripe suína ao de pandemia iminente (nível 5), como já havia anunciado o secretário-geral adjunto da entidade, Keiji Fukuda.

O porta-voz Gregory Hartl disse que "a reunião já aconteceu" e foi convocada uma coletiva de imprensa da diretora-geral da OMS, Margaret Chan, para 17h (de Brasília).

Tudo indica que Chan anunciará que a OMS elevou o nível de alerta à fase 5 (6 é o máximo) perante a iminência de que se declare uma pandemia mundial pelo vírus da gripe suína.

Considerado o número dois da OMS, Keiji Fukuda disse que se "está muito perto de passar à fase 5".

A aparição de casos de pessoas contaminadas e que não estiveram no México - onde surgiu o vírus - é, aparentemente, determinante para elevar o alerta ao nível 5, perante a constatação de que a transmissão de pessoa para pessoa está acontecendo em pelo menos dois países.

Gripe Suína
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a gripe suína é causada por uma variante do vírus influenza tipo A, que porta a designação H1N1. O órgão teme uma pandemia caso o vírus sofra uma nova mutação que torne os humanos incapazes de combater a doença, por falta de anticorpos.

A gripe suína teria matado mais de 150 pessoas no México, país mais afetado pelo surto, onde cerca de 2 mil pessoas estariam infectadas. No entanto, autoridades sanitárias do país confirmaram apenas 49 casos e 7 mortes relacionadas ao vírus AH1N1.

Nos EUA, até o momento foram confirmados 91 casos de pessoas com gripe suína; uma pessoa morreu. Com suspeita de contaminação, 30 pessoas no Brasil são monitoradas pelo Ministério da Saúde.

EFE   
publicidade