0

Austrália adota plano para detectar transtornos mentais na infância

10 jun 2012
02h15
atualizado às 02h44

A Austrália começará a aplicar no dia 1º de julho um plano nacional para detectar sinais de transtornos mentais nas crianças a partir de três anos, que se prevê beneficiará cerca de 27 mil pessoas, informa neste domingo a imprensa local.

Pediatras e psicólogos decidirão que crianças com problemas de comportamento são candidatos a entrar neste programa, que começa com um orçamento de 11 milhões de dólares australianos (US$ 10,91 milhões).

A metade dos problemas mentais que as pessoas sofrem começa a se manifestar na infância, concretamente a partir dos três anos, segundo a Associação Médica Australiana.

"Temos que ter muito cuidado para não diagnosticar comportamentos normais. Este é o perigo real com as crianças", assinalou o presidente da Associação Médica Australiana, Steve Hambleton.

Os diagnósticos que podem representar um transtorno mental grave são autismo, psicose, esquizofrenia, paranoia, os de personalidade de tipo limite ou antissocial, os generalizados do desenvolvimento e os afetivos graves.

EFE   

compartilhe

publicidade