6 eventos ao vivo

Número de vítimas de explosão em mina nos EUA sobe a 29

10 abr 2010
10h33
atualizado às 11h17

Quatro trabalhadores de uma mina de carvão na Virgínia Ocidental que estavam desaparecidos foram encontrados mortos neste sábado, quase cinco dias após uma explosão matar outras 25 pessoas, no pior desastre em minas norte-americanas em quase 40 anos.

Os quatro corpos foram achados em uma área da mina da Massey Energy que havia sido vasculhada rapidamente na segunda-feira, após a explosão. As vítimas, no entanto, não haviam sido vistas naquela vez por causa da grossa fumaça, disse a jornalistas Kevin Stricklin, do órgão do governo responsável pela segurança de minas.

Equipes de resgate encontraram os trabalhadores em sua quarta tentativa. Esforços anteriores foram atrapalhados pela fumaça espessa, pelo fogo e pela acumulação de metano, monóxido de carbono e hidrogênio.

A esperança dos socorristas era que os mineiros tivessem conseguido se refugiar um uma câmara com água, comida e oxigênio na mina de Upper Big Branch, 48 quilômetros ao sul da capital do estado, Charleston.

"Não conseguimos o milagre pelo qual rezamos", disse, emocionado, o governador da Virgínia Ocidental, Joe Manchin.

Com 29 mortos, o desastre foi o pior acidente em uma mina dos Estados Unidos em quase 40 anos. Em 1972, 125 pessoas morreram depois que uma barragem se rompeu na Buffalo Mining Company, em Saunders, Virgínia Ocidental. Em 1970, 38 mineiros morreram em uma explosão na Finley Coal Company, em Hyden, no estado do Kentucky.

Na sexta-feira, na Casa Branca, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ofereceu condolências aos familiares das vítimas, e disse que é preciso fazer mais para melhorar a segurança do setor de minério do país.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade