2 eventos ao vivo

Novo apagão na Índia deixa metade do país sem energia elétrica

NOVA DELHI, 31 Jul 2012 (AFP) -A Índia sofreu mais uma vez com um enorme apagão que atingiu a metade do país de 1,2 bilhão de habitantes, após o colapso de três redes de distribuição de energia, que deixou sem energia elétrica cerca de 20 estados do norte e nordeste. Centenas de mineiros ficaram presos em uma mina de carvão em Bengala ocidental (leste) após a pane, informou o chefe de governo local, Mamata Banerjee. Os elevadores pararam devido à falta de eletricidade e eles não puderam voltar à superfície, explicou.Segundo o diretor geral do grupo minerador Eastern Coalfields Limited, Niladri Roy, cerca de 200 mineiros estão presos a 180 km de Calcutá.Eles foram instruídos a ir para um local com melhor ventilação, enquanto as equipes de resgate tentam fornecer alimento e água, disse."As redes de distribuição do norte, nordeste e leste não funcionam, mas estamos trabalhando para restaurá-las rapidamente", disse à AFP Naresh Kumar, o porta-voz da rede nacional de distribuição elétrica, Powergrid Corporation of India.O ministro da Energia, Sushilkumar Shinde, afirmou que esta falha, de uma magnitude sem precedentes, ocorreu por volta das 13h00 locais (04h30 de Brasília), porque "os estados ultrapassaram a sua capacidade autorizada de oferta", causando um efeito dominó.Nayak prometeu uma volta à normalidade às 19h00 locais (10h30 no horário de Brasília)."Nossa mensagem para as pessoas é: Vocês estão em boas mãos, estamos no ramo há anos", declarou durante uma coletiva de imprensa, desculpando-se pelos transtornos.Uma área que se estende da fronteira com o Paquistão até a região próxima à China foi afetada, incluindo Nova Délhi, a capital Calcutá e Lucknow.No total, 20 dos 29 estados foram afetados, de acordo com um cálculo da AFP."Metade do país está sem energia elétrica. É uma situação totalmente sem precedentes", disse Vivek Pandit, especialista em energia da Federação das Câmaras de Comércio e Indústria.Cerca de 400 trens em toda a rede ferroviária foram atingidos.Em Nova Délhi, o metrô parou por várias horas e os sinais de trânsito ficaram apagados, o que resultou em caos generalizado nas ruas."Esta é a crise energética mais grave na região. Estávamos tentando fornecer eletricidade à rede norte, o que provou o colapso da nossa", indicou à AFP o ministro de Energia de Bengala Ocidental, Manish Gupta.O mesmo aconteceu com a rede noroeste.Na segunda-feira, o norte do país, onde vivem 300 milhões de habitantes, mergulhou no caos após o pior apagão na Índia, desde 2001.A rede elétrica do norte caiu pouco depois das 02h00 entre domingo e segunda-feira (17h30 de Brasília) e não foi totalmente restaurada até o final do dia.Esta pane atrapalhou o tráfego ferroviário, o metrô em Nova Délhi e bloqueou os semáforos nas principais cidades, causando inúmeros engarrafamentos na hora do rush matinal.Na Índia, um país emergente que busca de novas fontes de energia para alimentar seu crescimento, a falta de energia é extremamente comum.O país depende principalmente de carvão, mas pretende aumentar sua produção de energia nuclear de 3% para 25% até 2050.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

publicidade
publicidade