inclusão de arquivo javascript

 
 

Blogueira envenena mãe em homenagem a serial killer

03 de novembro de 2005 11h40

Uma estudante japonesa de 16 anos foi presa por envenenar sua mãe, levando-a quase a morte, como uma homenagem ao serial killer britânico Graham Young.

Durante o verão, a menina colocou na comida de sua mãe doses cada vez mais potentes de tálio, um veneno de rato muito potente. Agora a mãe está em situação crítica e em coma.

A menina, nascida em Shizuoka, no centro do Japão, aparentemente foi influenciada por Graham Young, o conhecido "Envenenador da colher de chá", de Bovingdon, que em 1962, com 14 anos, assassinou lentamente sua madrasta, com a mesma substância. Quando a garota foi perguntada em aula que figura admirava mais, ela respondeu que era Young.

Assim como seu ídolo, a menina manteve um diário do sofrimento da mãe, porém em formato digital, em um blog. O diário virtual foi retirado do ar, mas algumas cópias em outros sites ainda estão disponíveis.

Um trecho do diário, de agosto, diz: "É um lindo dia hoje, e eu fiz uma entrega de tálio acético. O homem da farmácia nem notou que havia me vendido uma droga poderosa."

Outras entradas tentam copiar o estilo meticuloso e cinetífico do diário do jovem Young, onde ele transcreveu em detalhes o efeito de cada veneno que ele administrou, e ponderava caso as vítimas deveriam sobreviver ou morrer com uma dor muito forte.

Duas semanas antes da mãe da garota, de 47 anos, entrar em coma, a menina escreveu: "Hoje mamãe está deteriorada. Ela está reclamando de uma dor em sua perna que fica cada vez mais forte, e agora ficou imóvel." Alguns dias depois o blog mencionou alergias e problemas de respiração. O diário segue falando de alucinações e outras agonias, antes de comentar do seguro de vida inadequado da mãe.

Redação Terra