inclusão de arquivo javascript

 
 

Comando militar dos EUA transfere central para o Golfo

11 de setembro de 2002 19h06

O Comando Central das Forças Armadas dos Estados Unidos vai transferir até 600 de seus membros da Flórida para o Catar, próximo ao Iraque, para um exercício em novembro. Autoridades disseram hoje que a hipótese de tornar a transferência permanente eetá sendo avaliada.

A decisão do General Tommy Franks, chefe do comando e responsável pelas operações militares na região, que participará do exercício de três semanas, acontece em meio a crescentes especulações de que os Estados Unidos podem invadir o Iraque para derrubar o presidente Saddam Hussein.

O Comando Central, que é responsável pelas operações militares dos EUA no Oriente Médio, disse que seus funcionários iriam para a base aérea Al Udeid, perto de Doha, para um exercício que ocorre uma vez a cada dois anos no Golfo desde 1990.

Será a primeira viagem de pessoas do quartel-general do comando para o Catar. O pequeno país do Golfo, a cerca de 483 quilômetros do Iraque, é um amigo próximo dos Estados Unidos que melhorou e aumentou a base Al Udeid recentemente. De lá, aviões e forças norte-americanas dão apoio às operações militares no Afeganistão.

A Arábia Saudita, vizinha do Catar, disse que não permitirá o uso de força aérea dos Estados Unidos em suas base para ataques no Iraque. Hoje as forças militares dos Estados Unidos no Golfo estavam no maior estado de alerta possível, em resposta a advertências de possíveis ataques terroristas no aniversário dos atentados de 11 de setembro.

Da central do comando, na Flórida, Franks ordenou a "Condição Delta de Ameaça" no Golfo, Oriente Médio, Chifre da África e partes da Ásia Centralridade. Ontem, as forças tinham entrado em estado de alerta após informações da inteligência dos EUA sobre possíveis ataques.

Reuters
Reuters - Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.