inclusão de arquivo javascript

 
 

Terremoto pode ter acelerado a rotação da Terra

Foto de satélite mostra a costa de Kalutara, no Sri Lanka. Foto: AP

Foto de satélite mostra a costa de Kalutara, no Sri Lanka
Foto: AP

O terremoto asiático pode ter acelerado permanentemente a rotação da Terra - reduzindo a duração do dia em uma fração de segundo - e feito com que o planeta oscilasse em seu eixo. Richard Gross, geofísico do Jet Propulsion Laboratory, da Nasa, na Califórnia, teorizou que uma alteração de massa em direção ao centro da Terra, durante o abalo sísmico do domingo, teria feito com que o planeta passasse a girar três micro-segundos, ou milionésimos de segundo, mais rápido, e causado oscilação de cerca de 2,5 centímetros em seu eixo.

Quando uma grande placa tectônica por sob o oceano Índico deslizou por sob a beirada de outra placa, "o efeito foi tornar a Terra mais compacta e fazer com que girasse mais rápido", disse Gross.

O cientista alega que as mudanças previstas por seu modelo provavelmente são pequenas demais para que se possa detectá-las com base na rede de satélites de posicionamento global que rotineiramente mede as mudanças no giro do planeta, mas disse que os dados podem revelar uma ligeira oscilação.

Os pólos da Terra percorrem uma trajetória circular que normalmente varia em cerca de 10 metros, e assim uma oscilação adicional de 2,5 centímetros provavelmente não causaria efeitos em longo prazo, disse. "O movimento contínuo está habituado a mudanças", disse Gross. "A rotação não é tão precisa. A Terra às vezes se desacelera e altera seu ritmo de rotação."

Quando essas minúsculas variações se acumulam, os cientistas planetários precisam acrescentar um "segundo bissexto" ao final de um ano, algo que não é realizado há muitos anos, disse.

Os cientistas há muito teorizam que mudanças na superfície da Terra, tais como marés e alterações no lençol freático e no clima, poderiam afetar o giro do planeta, mas não havia medições precisas para prová-lo, disse Hiroo Kanamori, sismologista da Caltech. Mesmo para um evento de proporções muito grandes, o efeito é muito pequeno", disse Kanamori. "É muito difícil alterar substancialmente o ritmo de rotação".

Reuters
Reuters - Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.