inclusão de arquivo javascript

 
 

Noruega é o melhor país do mundo para se viver

15 de julho de 2004 08h12 atualizado às 08h12

A Noruega, a Suécia, a Austrália, o Canadá e a Holanda são os cinco melhores países para viver, segundo o relatório da Organização das Nações Unidas que mede o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de 177 países. O relatório divulgado hoje em Bruxelas mostra o Brasil na 72ª posição, atrás de outros países da América Latina como Argentina (34ª), Chile (43º), Costa Rica (45º), Uruguai (46º), México (53º), Panamá (61º), Suriname (67º) e Venezuela (68º).

Neste ano, os Estados Unidos caíram uma posição em relação a 2003 e aparecem em 8º lugar. No fim da lista, que é liderada pela Noruega há 4 anos, aparece pelo sétimo ano Serra Leoa. Acima dela estão Niger, Burkina Faso, Mali e Burundi. Iraque, Afeganistão, Coréia do Norte e Libéria estão entre os países que não são incluídos devido à falta de dados.

O ranking elaborado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) é divulgado anualmente e inclui todos os países para os quais as estatísticas estão disponíveis. O IDH leva em conta vários indicadores sociais, entre eles expectativa de vida, taxa de alfabetização, escolarização e renda per capita.

Além do índice geral, o relatório apresenta indicadores sobre a desigualdade entre os sexos, desequilíbrios na distribuição de renda e no consumo, pobreza e outros dados. Os países industrializados ficam normalmente entre os 20 primeiros da lista, e próximos uns dos outros. A Bélgica por exemplo, aparece em sexto lugar, seguida pela Islândia, EUA, Japão, Irlanda, Suíça, Grã-Bretanha, Finlândia, Áustria, Luxemburgo, França, Dinamarca, Nova Zelândia, Alemanha e Espanha.

Reuters
Reuters - Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.