inclusão de arquivo javascript

 
 

Kerry exalta vida exemplar de Ronald Reagan

05 de junho de 2004 20h24

O candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, John Kerry, lamentou a morte do ex-presidente republicano Ronald Reagan. "Ele nos lembra que devemos seguir adiante com otimismo e determinação", resumiu.

De Massachusetts, Kerry emitiu um comunicado no qual elogiou a gestão presidencial de Reagan, que morreu em sua residência de Bel Air (Los Angeles, Califórnia), aos 93 anos de idade. O ex-presidente lutou durante uma década contra o mal de Alzheimer.

Apesar das divergências, disse Kerry, "ele se guiou por um nobre ideal: de que depois das cinco da tarde não éramos democratas ou republicanos, mas americanos e amigos". Segundo ele, as diferenças eram reais, mas devido à sua forma de liderar, "o presidente Reagan nos ensinou que há uma grande diferença entre crenças firmes e partidarismo encarniçado".

Kerry citou a liderança de Reagan como 40º presidente dos Estados Unidos, desde a tragédia da nave Challenger, em 1986, até a derrota do comunismo. "Hoje, diante de novos desafios, seu exemplo nos lembra que devemos seguir adiante com otimismo e determinação. Ele foi um de nossos presidentes mais velhos, mas foi quem rejuvenesceu aos Estados Unidos", observou.

Kerry enviou suas "mais sentidas condolências" à família de Reagan. Os Estados Unidos devem muito a Reagan pela "marca indelével que deixou na nação que ele amou", afirmou.

EFE
EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.