inclusão de arquivo javascript

 
 

Para Bush, Reagan salvou o mundo da "tirania"

05 de junho de 2004 20h10

"Ronald Reagan deixa para trás um país que ajudou a restaurar e um mundo que ajudou a salvar", disse o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush. Em Paris, onde está em viagem oficial, ele destacou que, "graças à liderança de Reagan", republicano como ele, o mundo deixou para trás "uma era de medo e tirania". Foi uma clara referência ao comunismo da União Soviética.

Durante seu mandato, os Estados Unidos deixaram para trás "uma era de divisão e dúvidas sobre si mesmo", acrescentou Bush, que foi informado da morte de Reagan por seu chefe de gabinete. Ele afirmou, ao saber da notícia, que era "um dia triste para os Estados Unidos", comunicou o porta-voz Scott McClellan.

O presidente, com voz sombria, leu uma nota na qual disse ter ligado para Nancy Reagan com o intuito de manifestar suas condolências. "Ele sempre nos disse que, para os Estados Unidos, o melhor ainda está por vir", acrescentou Bush. E completou: "Isto é verdade para ele. Seu trabalho terminou e agora uma cidade luminosa o aguarda. Que Deus abençoe Ronald Reagan".

EFE
EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.